Projeto Olhos d'Água em Carapebus/RJ

Programa Olhos d'Água > Projeto Carapebus/RJ

O projeto Olhos d'Água em Carapebus/RJ veio a coroar uma história de amizade e parceria entre a Ecoanzol e os Carapebuenses.

Aprovado no edital AGEVAP/04/2014, o Projeto Olhos d'Àgua em Carapebus recebe recursos oriundos da cobrança do uso de recursos hídricos na bacia federal do rio Paraíba do Sul, e bacias estaduais no Rio de Janeiro, gerido respectivamente pelo Comitê de integração da Bacia Hidrográfica do rio Paraíba do Sul (Ceivap), e Comitê de Bacia Hidrográfica do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana (CBH BPSI) na região da foz do manancial federal.

O projeto submetido em 30 set. 2014 e aprovado em 19 dez. 2014 contempla a restauração e conservação  de 43 ha de Área de Preservação Permanente no território de Carapebus, incluindo margens de cursos d'água e nascentes.

Serão atendidos 27 produtores nas localidades da Maitaca (entorno da lagoa de Carapebus), Córrego da Maricota/Córrego Grande, e Assentamento 25 de março. Os produtores além de receber a ação de recuperação de áreas receberão o valor de até R$ 200,00 por ano por manter a área preservada, pelo período de dois anos como Pagamento por Serviços Ambientais (PSA).

O projeto olhos d'Água está apoiado pela política pública municipal de PSA pela publicação da lei municipal 626, de 07 de maio de 2015, que cria o programa de PSA municipal, e autoriza o poder executivo a prestar apoio financeiro a proprietários rurais, alem de outra providências.

Mapa das áreas alvo do projeto

Quarenta produtores foram habilitados e hierarquizados após inscrição em edital de chamamento para participação no programa de PSA, publicado pelo poder público. Os inscritos tiveram sua documentação avaliada e foram ranqueados segundo critério definidos em Manual do Proponente ao PSA Olhos d'Água de Carapebus/RJ.

Posteriormente por razões de força maior foi feito um ajuste na lista de proprietários hierarquizados com redução a 27 beneficiados. Os 13 produtores se somarão a outros 13 que compõem o Banco de Inscrições do Programa de Gestão Territorial Sustentável Olhos d'Água.

A fase que segue é a aquisição de mudas e de plantio. Um dos fatores diferenciais do projeto Olhos d'Água é que serão os produtores que plantarão as mudas, com a devida assessoria técnica para o plantio e manutenção.

Nessa fase inicial do projeto não há mais oportunidade para novas inscrições, mas havendo novas oportunidade de financiamento uma nova fase de trabalho poderá se iniciar.
Créditos Texto e Ediçao final por Marcelo dos Santos Ferreira

--

Nenhum comentário :

Postar um comentário