Circuito yaman de cultura e formação continuada


Programas e Projetos > Programa Olhos d'Água > Circuito yaman de cultura e formação continuada



Durante seus quase doze anos a Ecoanzol vem atuando com respeito as tradições culturais locais de nossa região. A tradição associada a vida das comunidades, traz no elemento cultural o grande elo de comunicação entre as pessoas, e entre as pessoas e a Ecoanzol.

Associada as tradições temos a formação como ferramenta de retroalimentação da cultura e movimentos culturais.

Apoiados nas quatro vertentes da sustentabilidade: Ambiental, Econômica, Social e Cultural, apresentamos nosso Circuito yaman de Cultura e Formação Continuada, visando apresentando as ações já realizadas, e organizando o espaço para novas atividades nas duas temáticas.

O circuito é projeto orgânico do Programa de Gestão Territorial Sustentável "Olhos d'Água", contribuindo de forma transdisciplinar, e em especial nos eixos de ação: Valorização das tradições culturais e patrimônio imaterial e Formação continuada.

Dentre as atividades realizadas, são componentes do circuito:

Elaboração de diagnóstico e produção audiovisual sobre a Vida e tradição da pesca na lagoa de Carapebus/RJ;

Apoio na criação do Espaço Memória no Assentamento 25 de março - Carapebus/RJ;
Curso de formação em Associativosmo no Assentamento 25 de março - Carapebus/RJ;
Curso de formação em Crédito Rural no no Assentamento 25 de março - Carapebus/RJ;
Seminário de Solos no Assentamento 25 de março - Carapebus/RJ, como ação integrante da planejamento do Projeto de PSA "Olhos d'Água".

Nome e Logomarca

O Nome yaman é trascrição de espressão falada em puri, pelo índios Goitacas, feita pelos padres jesuitas e pessoas da época. A palavra significa "água".

A escolha da palavra em puri nos remete a cultura local dos povos que nos antecederam na região, valorizando a cultura local.

A língua puri vem do tronco linguistico macro jé, e é considerada por alguns estudiosos como o "tupi antigo".

Nesta região da foz do rio Paraíba do Sul e da porção mais ao litoral do rio Itabapoana habitavam diversas etnias indígenas, com o uso da língua puri.

A logomarca traz o catavento estilizado, representando a continuidade motivada, quando por força do vento o catavento gira sem parar. O catavento também representa a geração de conhecimento, quando por sua força motriz motivada pelo vento pode gerar energia, ou ser mecanismo para armazenamento de água.

Créditos
Texto e Edição final por Marcelo dos Santos Ferreira

--

Nenhum comentário:

Postar um comentário