Sucesso no I Sem. Saneamento Básico Saturnino de Brito da Ecoanzol qualifica segunda edição

segunda-feira, 28 de agosto de 2017


O dia 25 de agosto, o dia D do saneamento básico regional, foi um grande sucesso. O I Seminário de Saneamento Básico Saturnino de Brito trouxe a luz da sociedade do Norte e Noroeste Fluminense a realidade, os desafios sob a égide da legislação, e as boas práticas instituidas na busca para soluções dos gargalos encontrados.


O Seminário de Saneamento Básico Saturnino de Brito contou com as ricas contribuições:

O eng. Andre Luis de Paula Marques - Diretor Presidente da Agevap, e Alderfran Lacerda - Assessor da Águas do Paraíba S. A trouxeram os programas de ação e experiências no tema. Andre Marques apresentou as ações da Agevap, em especial a execução do programa PROTRAR do Ceivap, e Alderfran trouxe os resultados obtidos pela empresa no tratamento de água e esgoto em Campos dos Goytacazes/RJ, referência pelo porte do município na região;

Sebastião Petrucci - Coordenador do CREA-RJ - Regional Norte, trouxe ao público a gestão do saneamento básico a luz da engenharia, com força motriz do desenvolvimento de ações e tecnologias.

O trio de advogados Marcus Vinicius Filgueira Junior - Professor da Universidade Estácio de Sá, Filipe Godoy Azeredo - Conselheiro da OAB 12ª Subseção, e Luis Mário de Azevedo Concebida - Gerente da Firjan regional Norte Fluminense trouxeram a análise jurídica das legislações em vigor, ponderando pontos fortes e fracos, e arranjos pro-desenvolvimento sustentável.

Rubens Amaral Ferreira Filho - Coordenador de Comunicação do Instituto Trata Brasil, trouxe os dados produzidos pelo instituto tratando das nuances do uso e da gestão atual do saneamento básico, e junto a participação de Felipe da Costa Brasil, Professor da Universidade Veiga de Almeida, trouxe ao debate da importância do saneamento para a gestão da água. A experiencia do professor Felipe Brasil nos trouxe a referencia do saneamento rural.

Por fim a bióloga Laura Mathias Barroso - Mestranda em Biociências e Biotenologia da UENF, apresentou os resultados parciais de sua pesquisa com a utilização de plantas aquáticas para despoluição de áreas afetadas por despejo de esgoto.

 A relevância dos assuntos abordados, considerando a gama de assuntos ainda por se debater, dá a certeza de que a segunda edição do evento será essenciais para a melhor compreensão e gestão no tema saneamento básico. A Ecoanzol prevê edições bienais para o evento.

Agradecemos a presença do público em especial dos jovens e estudantes. Suas vozes renovadas pela sustentabilidade, os transformam nos futuros articuladores e tomadores de decisão em prol do desenvolvimento sustentável.

Saudamos por fim nossos apoiadores, entidades que nesses 12 anos muito apoiam nossas ações. O Instituto Federal Fluminense, pela parceria de longa data, sempre trocando com a Ecoanzol, promovendo a integração academia-campo e inserindo a ONG no ambiente técnico-educacional que mantém. O CBH BPSI que desde sua fundação abriga as ações ambientais da Ecoanzol, apoiando técnica, politica e por vezes financeiramente, como atua hoje junto ao projeto de PSA "Olhos d'Água" em Carapebus/RJ. O Rotary Club Internacional São Salvador - Campos dos Goytacazes/RJ, parceiro sempre presente nos eventos da ONG. Sempre contribuindo com os importantes momentos da Ecoanzol, em seu esforço na promoção do desenvolvimento sustentável.


Créditos 
Texto e Edição final por Marcelo dos Santos Ferreira

.
Ação de fomento aos eixos de ação
PRESERVAÇÃO E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL
GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS
.
NÓS
CONTRIBUIMOS!
.

Créditos
Texto e Edição final por Marcelo dos Santos Ferreira

--

Nenhum comentário :

Postar um comentário